Veja como consultar tempo de contribuição INSS pelo CPF

Verificar o tempo de contribuição previdenciária regularmente é muito importante para conferir se você tem direito a benefícios do INSS.

05/09/2023 às 22:26 | Atualizado 04/12/2023 às 15:33 | Tempo de leitura: 4 minutos

Veja como consultar tempo de contribuição INSS pelo CPF

Veja como consultar tempo de contribuição INSS pelo CPF

Consultar o tempo de contribuição ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pelo CPF é uma tarefa importante para quem está planejando a aposentadoria.

A Previdência Social brasileira permite que os contribuintes verifiquem o seu tempo de serviço e as contribuições realizadas ao longo da vida, o que é essencial para calcular o valor e a data da aposentadoria. Veja nesse artigo como realizar essa consulta.

O que é o extrato previdenciário?

O extrato previdenciário é um documento que contém informações detalhadas sobre cada segurado do INSS.

Ele armazena dados relacionados ao histórico de contribuições e informações previdenciárias dos beneficiários do Instituto.

Basicamente, é uma espécie de registro que guarda informações importantes sobre o tempo de serviço e contribuição de cada trabalhador.

No caso de quem é filiado ao INSS/RGPS (Regime Geral de Previdência Social), o extrato previdenciário apresenta três tipos de informações principais:

  1. Relações previdenciárias: Essas informações incluem os períodos em que você trabalhou ou contribuiu para a previdência social.
  2. Relações previdenciárias e remunerações: Além das informações sobre períodos trabalhados e contribuídos, esse tipo de extrato também inclui os valores das remunerações.
  3. Ano civil: Esse extrato contém informações anuais de contribuições.

Para que serve o extrato CNIS?

O extrato CNIS é um documento que informa todos os seus vínculos, remunerações e contribuições previdenciárias, encontrados no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) Ele serve como prova para a concessão de aposentadorias e outros benefícios previdenciários. Ao analisar o extrato, você pode confirmar seus vínculos empregatícios, as remunerações e os salários de contribuição ao longo do tempo.

Cada contribuição feita por você ou pelo seu empregador é registrada neste extrato. Assim, essa ferramenta garante que você receba o benefício correto, como uma aposentadoria, por exemplo. O cálculo da aposentadoria leva em consideração as informações presentes no extrato, então é imprescindível que elas estejam corretas e completas.

Como consultar o extrato CNIS?

Consultar o extrato CNIS não é uma tarefa difícil. Existem três formas principais de fazer isso:

  1. Na agência do INSS: Você pode consultar seu extrato pessoalmente em uma agência do INSS. Porém, é necessário agendar a visita pelo portal do Meu INSS e seguir as instruções para agendar um atendimento.
  2. Online, no site ou aplicativo do Meu INSS: Essa é uma das opções mais convenientes. Basta acessar o portal do Meu INSS, fazer login com seu CPF e senha, procurar por "Extrato de Contribuições CNIS" e você poderá ver e baixar o seu extrato completo.
  3. Em uma agência bancária: Se você possui conta na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil, é possível consultar o extrato CNIS diretamente nesses bancos, que estão ligados à administração pública.

Quais são os principais erros no CNIS?

Entenda que o extrato CNIS pode conter erros e inconsistências, isso é normal, geralmente são falhas técnicas ou mesmo divergências de dados. Alguns dos principais erros que podem ocorrer incluem:

  • Vínculos com datas erradas: As datas de início e término de um vínculo empregatício podem estar incorretas, o que afeta diretamente o cálculo do tempo de contribuição.
  • Ausência de vínculos: É possível que alguns vínculos de trabalho não apareçam no extrato, o que pode resultar em períodos não contabilizados.
  • Vínculos fracionados: Vínculos quebrados em períodos menores sem uma data contínua podem prejudicar a contagem do tempo de contribuição.
  • Salários de contribuição com valor errado: Contribuições registradas com valores menores do que realmente foram pagos podem impactar o cálculo do benefício.
  • Salários de contribuição abaixo do salário mínimo: Contribuições abaixo do salário mínimo podem não ser consideradas como tempo de contribuição.
  • Indicadores no CNIS: Indicadores podem apontar pendências que precisam ser resolvidas.

Como analisar e corrigir o extrato CNIS?

Analisar e corrigir o extrato CNIS é de extrema importância para garantir a precisão das informações e, consequentemente, dos seus benefícios previdenciários. Caso você encontre erros no seu extrato, aqui estão algumas etapas a seguir:

  • Identifique o erro: Analise cuidadosamente o seu extrato para identificar quaisquer erros ou inconsistências.
  • Reúna documentos comprobatórios: Caso encontre erros, reúna documentos que comprovem as informações corretas, como holerites, informes de rendimentos e GPS pagas.
  • Contate o INSS: Ligue para a central telefônica do INSS (número 135) e informe sobre os erros encontrados. Eles vão orientar você sobre como proceder.
  • Agende atendimento: Se necessário, agende um atendimento presencial em uma agência do INSS para apresentar os documentos comprobatórios e solicitar a correção.
  • Busque ajuda profissional: Caso os erros sejam complexos ou difíceis de resolver, é recomendável buscar o auxílio de um advogado previdenciário especializado.

O que é o número do benefício?

O número do benefício, também abreviado como NB, é uma sequência numérica composta por 10 dígitos.

Cada benefício associado ao mesmo titular é identificado por um número único. Isso implica que, por exemplo, aqueles que recebem tanto aposentadoria quanto pensão, ou seja, múltiplos benefícios, precisarão pesquisar por cada um desses números ou verificar através do cadastro do CPF.

Quando verificar o benefício do INSS através do CPF?

Para aqueles cidadãos que desejam, é viável acompanhar remotamente o progresso da solicitação do benefício submetido ao INSS ou até mesmo aqueles que já foram concedidos.

Geralmente, isso ocorre nos casos em que o usuário ou seu representante legal:

  1. Não possui o NIS (Número de Identificação Social);
  2. Ainda não recebeu um benefício previdenciário ou tem dificuldade em acessar essa informação;
  3. Necessita de respostas mais rápidas.

Como consultar o tempo de contribuição para o INSS pelo CPF? 

Consultar seu tempo de contribuição pelo CPF é uma tarefa simples, graças ao Meu INSS. Basta acessar o site ou aplicativo do Meu INSS, fazer login com seu CPF e senha através da plataforma Gov.br, e buscar pela opção "Extrato de Contribuição (CNIS)". Lá, você poderá ver seu tempo de contribuição de cada vínculo empregatício.

Você também pode realizar uma simulação de aposentadoria no Meu INSS para ter uma noção do seu tempo de contribuição total. No entanto, lembre-se de que essa simulação não considera todos os fatores que podem influenciar o cálculo da aposentadoria, como períodos especiais, contribuições irregulares.

Com todos esses dados você terá muito mais segurança e praticidade ao conferir o tempo de contribuição para o INSS pelo CPF. Não se esqueça de manter seus dados cadastrais atualizados e de fazer essa consulta pelo menos duas vezes por ano. Lembre-se de se informar adequadamente e manter os documentos em ordem. Estar com as obrigações previdenciárias em dia é essencial na hora de requerer seus direitos. 

Baixe hoje mesmo o Konsi App e tenha as melhores opções na hora de contratar seu empréstimo consignado

Konsi: a melhor opção em crédito consignado.

Tópicos Relacionados