Servidores de Goiás vão receber R$ 200 milhões em bonificação até dezembro

Cerca de 8 milhoes de servidores recebem bonificação proporcional ao desempenho

02/05/2024 às 22:48 | Atualizado 02/05/2024 às 23:04 | Tempo de leitura: 1 minuto

Cerca de 48 mil servidores de Goiás vão receber bonificação até dezembro

Cerca de 48 mil servidores de Goiás vão receber bonificação até dezembro

O Governo de Goiás anunciou uma bonificação por produtividade aos servidores ativos da rede estadual de educação, que vai até dezembro deste ano.

O projeto de lei, proposto pelo governador Ronaldo Caiado e aprovado pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), destaca o reconhecimento ao empenho e dedicação dos profissionais.

Assim, o investimento totaliza R$ 200 milhões e visa não apenas reconhecer os esforços dos servidores, mas também incentivar a oferta de ensino de qualidade. O bônus, que equivale a 95% do vencimento, será concedido a mais de 48 mil professores e servidores administrativos, entre efetivos e temporários.

Como vai funcionar a bonificação para servidores de Goiás?

O bônus por resultado possui natureza remuneratória, conforme destaca a Governadoria, com o objetivo de estimular a formação intelectual dos alunos e os bons resultados em suas avaliações estaduais e nacionais. O texto foi elaborado conjuntamente pelas Secretarias da Educação (Seduc) e Administração (Sead).

Esta será a quarta vez consecutiva que o bônus será pago com recursos do Tesouro Estadual e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Além da bonificação, os servidores recebem auxílio alimentação de R$ 500 e auxílio aprimoramento de R$ 500.

Servidores também recebem reajuste e pagamento de piso salarial

Essa iniciativa se soma a outras medidas implementadas pela Seduc para valorizar a carreira dos profissionais da educação em Goiás. Entre elas, está o pagamento do piso nacional e o projeto de lei que propõe o reajuste salarial em 4,62%, atualmente em análise pelos deputados.

Guia de Controle Financeiro Pessoal Konsi

Em 2021, o estado equiparou os salários dos professores temporários aos dos efetivos, além de fornecer notebooks para uso pessoal dos docentes. Desde 2019, mais de R$ 7 bilhões foram investidos no setor educacional.

Tópicos Relacionados