Quando deve ser pago o décimo terceiro salário em 2023?

Veja neste guia rápido quem tem direito, como é feito o pagamento e as datas previstas para este benefício

11/10/2023 às 12:30 | Atualizado 04/12/2023 às 15:33 | Tempo de leitura: 3 minutos

Quando deve ser pago o décimo terceiro salário em 2023

Quando deve ser pago o décimo terceiro salário em 2023

Se você é um dos muitos brasileiros ansiosos para saber quando receberá o décimo terceiro salário em 2023, está no lugar certo.

O décimo terceiro salário, carinhosamente apelidado de "13º", é mais que um mero "dinheirinho extra" no fim do ano: é uma conquista trabalhista. Instituído no Brasil em 1962, este benefício foi criado como uma maneira de distribuir uma parte da riqueza produzida pelos trabalhadores durante o ano.

Há quem considere como uma gratificação natalina - uma remuneração adicional para que possam desfrutar de festas de fim de ano mais confortáveis e proporcionar organização financeira, mas é, antes de tudo, um direito conquistado por todos os trabalhadores.

Neste post vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre o 13º Salário de forma simples e direta. Vem com a gente!

O que é o décimo terceiro salário?

Primeiro, vale esclarecer: o décimo terceiro salário, também chamado de gratificação natalina, é um acréscimo anual que todo trabalhador com carteira assinada tem direito. Ele é, basicamente, um salário extra que o trabalhador recebe no final do ano.

Quem tem direito e como ele é pago?

A Lei 4.090/1962 foi um marco ao estabelecer a gratificação natalina, popularmente conhecida como 13º salário. Segundo esta lei, quem possui direito a essa gratificação são: aposentados, pensionistas e todos aqueles que trabalharam com vínculo empregatício por, no mínimo, 15 dias.

Se você estiver em licença-maternidade ou afastado devido a questões de saúde ou acidentes, não se preocupe, o 13º salário também é garantido para você.

Se você é trabalhador com carteira assinada ou servidor público, você tem direito a essa gratificação.

Agora, se o encerramento do contrato de trabalho ocorrer sem uma justa causa, o 13º será calculado proporcionalmente ao tempo de serviço e acrescentado à rescisão. Contudo, é importante ressaltar que em situações de demissão por justa causa, o empregado não tem direito ao benefício.

E, como já salientamos, além de aposentados e pensionistas, aqueles que estiverem sob auxílios como o auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão, também têm garantido o recebimento desse extra.

No entanto, existem exceções. Aqueles que são beneficiários de assistências como o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/Loas) e a Renda Mensal Vitalícia (RMV) não possuem direito ao 13º salário.

De acordo com a legislação brasileira, o décimo terceiro deve ser pago em até duas parcelas pelos empregadores. Ou seja, em vez de receber tudo de uma vez, o trabalhador geralmente recebe uma parte em uma data e o restante em outra.

Cálculo Proporcional do 13º Salário

Quando falamos do 13º salário proporcional, estamos nos referindo ao pagamento desta gratificação levando em consideração um período de trabalho inferior a um ano completo.

O processo é simples: primeiro, o salário do empregado é dividido por 12 (que simboliza os meses do ano). Depois, esse resultado é multiplicado pela quantidade de meses que o empregado realmente trabalhou.

Por exemplo, se João começou a trabalhar em abril e saiu em outubro, ele esteve na empresa por sete meses. Logo, para determinar o valor proporcional de seu 13º, divide-se o salário dele por 12 e, depois, multiplica-se esse valor por 7.

Mas, em quais situações o 13º salário proporcional é aplicado?

  1. Início do Trabalho no Meio do Ano: Se alguém inicia sua jornada em algum mês ao longo do ano, o 13º será calculado proporcionalmente, baseando-se nos meses efetivamente trabalhados.
  2. Contratação em Novembro: Mesmo que o início do contrato aconteça em novembro, esse trabalhador ainda terá direito ao 13º proporcional, mesmo que seja somente por um mês.
  3. Finalização do Contrato: Ao término do contrato de trabalho, independente do motivo (seja demissão, rescisão mútua ou pedido de demissão), o empregado tem direito ao 13º proporcional, levando em conta os meses trabalhados até o fim do contrato.

E quando será pago em 2023?

Aqui está a informação que muitos estavam esperando! Os brasileiros podem agora consultar o calendário de pagamento do décimo terceiro salário de 2023.

As datas exatas podem variar de acordo com a empresa e com acordos coletivos de trabalho, mas, em geral, a primeira parcela costuma ser paga até o final de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro.

Por fim, lembre-se de que essa é uma conquista dos trabalhadores e um direito garantido por lei. Qualquer dúvida ou irregularidade, não hesite em procurar seus direitos. Para mais informações detalhadas, consulte fontes oficiais ou entre em contato com seu departamento pessoal.

Organize suas finanças com o Konsi App!

Com o app da Konsi, a luta contra altas taxas de juros fica no passado! Explore as melhores oportunidades de portabilidade entre nossos bancos parceiros e ainda receba um retorno em dinheiro. Quer mais tranquilidade financeira? Baixe o Konsi App, faça sua simulação e veja como a otimização financeira está a apenas um toque de distância.

Tópicos Relacionados