Servidores inativos tambêm possuem direito a gratificação de desempenho? STF decide nesta semana

Saiba o que está em jogo na discussão que vai decidir se servidores públicos inativos têm direito a gratificação por desempenho

07/03/2024 às 10:05 | Atualizado 24/05/2024 às 20:49 | Tempo de leitura: 1 minuto

Servidores inativos tambêm possuem direito a gratificação de desempenho? STF decide nesta semana

Servidores inativos tambêm possuem direito a gratificação de desempenho? STF decide nesta semana

O Supremo Tribunal Federal (STF) está avaliando um caso de grande importância para os servidores públicos aposentados e pensionistas: a possibilidade de estender a esses estatutários o direito ao recebimento da gratificação por desempenho, originalmente destinada apenas aos servidores em atividade.

No entanto, a questão gerou repercussão e embate entre o STF e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Neste artigo, você vai entender o que está em jogo na discussão sobre gratificação para servidores inativos. Continue lendo!

INSS inicia embate envolvendo gratificação para servidores públicos inativos

O caso teve início quando o INSS contestou uma decisão que o obrigava a estender o pagamento da Gratificação de Desempenho da Atividade de Seguridade Social (GDASS) a um servidor aposentado.

Na ação, alegou-se que essa extensão do benefício se baseia no "direito à paridade remuneratória", que busca garantir aos aposentados e pensionistas os mesmos reajustes concedidos aos servidores da ativa.

Entenda o embate entre STF e INSS

Enquanto a Justiça Federal defende a extensão da gratificação a esses servidores, o INSS argumenta que o recebimento da parcela está condicionado à participação em ciclos de avaliação, o que seria inviável para os aposentados.

No âmbito jurídico, a controvérsia reside na interpretação da legislação vigente. Isso se deve ao estabelecimento de um valor mínimo para a gratificação de desempenho, independente do resultado da avaliação de desempenho.

Guia de Controle Financeiro Pessoal Konsi

Esse fato levanta questionamentos sobre a possibilidade de estender esse benefício aos servidores inativos. Assim, o desfecho desse embate no STF terá grandes repercussões para os servidores públicos aposentados e pensionistas. A decisão não apenas impactará diretamente o bolso desses beneficiários.

Isso porque também estabelecerá um precedente importante no que diz respeito aos direitos trabalhistas dos servidores estatutários. Estaremos atentos às próximas atualizações sobre este caso e como ele pode influenciar o cenário previdenciário no Brasil.

Perguntas Frequentes

  • A remuneração por performance, também conhecida como remuneração por desempenho, é uma modalidade de pagamento variável na qual a empresa considera os resultados entregues pelo colaborador. Isso significa que, caso o desempenho atinja ou supere determinados padrões previamente estabelecidos, há um aumento na remuneração do funcionário.

  • Servidores públicos, tanto efetivos quanto comissionados, têm direito a receber gratificação por exercerem a função de fiscal de contrato. Essa é uma importante forma de reconhecimento pelo trabalho desempenhado.

  • Existem diferentes tipos de gratificações salariais. Além das gratificações legais, que estão previstas na folha de pagamento, há também as gratificações ajustadas. Além disso, as bonificações podem ser oferecidas como prêmios, em várias formas e produtos, como forma de reconhecimento pelo esforço e dedicação do colaborador.

Ainda tem alguma dúvida?

Envie uma mensagem, estamos à disposição

Chamar no WhatsApp

Tópicos Relacionados