Golpe da portabilidade de consignado: Suspeita é presa em SP; saiba se a operação é confiável e como evitar fraudes

Entenda como a organização criminosa aplicava golpes de empréstimo consignado

22/03/2024 às 19:53 | Atualizado 08/05/2024 às 20:46 | Tempo de leitura: 2 minutos

Golpe da portabilidade de consignado: Suspeita é presa em SP; saiba se a operação é confiável e como evitar fraudes

Golpe da portabilidade de consignado: Suspeita é presa em SP; saiba se a operação é confiável e como evitar fraudes

Uma operação policial interestadual prendeu nesta quinta-feira (21), no bairro Nova Esperança, em Ouro Verde (SP), uma mulher, de 37 anos, suspeita de integrar uma organização criminosa especializada em aplicar golpes de portabilidade de empréstimos consignados.

Além do cumprimento da prisão preventiva da suspeita, os policiais também realizaram buscas na casa dela que resultaram em apreensões de objetos que também farão parte das investigações.

A Operação Hard Times foi deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal e também contou com o apoio de policiais civis dos estados de São Paulo e Minas Gerais com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que atuava em golpes de portabilidade de empréstimos consignados.

Entenda como a organização criminosa aplicava golpes de empréstimo consignado

As investigações tiveram início há cinco meses, quando um servidor público residente em Taguatinga (DF) recebeu uma proposta vantajosa de portabilidade de seu empréstimo consignado.

No entanto, após receber o dinheiro do novo empréstimo, ele foi convencido a transferir o valor para uma falsa financeira, acreditando que estava quitando seu empréstimo, o que lhe resultou em um prejuízo aproximado de R$ 200 mil.

e-Book gratuito: Entenda seu crédito consignado

A líder do grupo é uma correspondente de um banco público, residente em Indaiatuba (SP), que utilizava falsas financeiras de moradores das cidades de Ouro Verde (SP) e Viçosa (MG).

O núcleo de cooptação de "clientes" operava em São Paulo (SP) e era composto por jovens que mantinham contato com as possíveis vítimas a partir de uma "central" localizada dentro de uma produtora de videoclipes musicais no bairro Cidade Patriarca, pertencente aos próprios estelionatários.

Segundo a polícia, os suspeitos responderão pelos crimes de estelionato (fraude eletrônica), organização criminosa e lavagem de dinheiro, e poderão ser condenados a até 26 anos de prisão.

Portabilidade de consignado é confiável? Saiba como fazer de forma segura

O primeiro passo para identificar se uma instituição financeira é segura ou não é verificar se ela possui registro no Banco Central do Brasil como uma instituição autorizada ou se ela é correspondente bancário de um banco autorizado.

Lembrando que, apenas dessa forma é que um banco ou correspondente bancário pode oferecer empréstimos ou, neste caso, fazer portabilidade de empréstimo consignado.

Além disso, a disponibilização de dados obscuros ou incompletos do credor também aumentam os riscos para os tomadores. Portanto, é muito importante desconfiar de informações pouco claras ou ofertas do tipo “muito boas para serem verdade”.

Na Konsi, você consegue visualizar as condições do seu contrato de Portabilidade com Troco diretamente do app. Outra alternativa é verificar se o site utiliza todos os protocolos de segurança e criptografia, já que são mecanismos que garantem a proteção das informações, impedindo acessos indevidos.

Tópicos Relacionados