Golpe da prova de vida do INSS: cuidados e como se proteger

O maior número de casos são com os idosos que muitas vezes não têm habilidade com ferramentas tecnológicas.

09/01/2024 às 15:43 | Atualizado 01/02/2024 às 06:02 | Tempo de leitura: 2 minutos

Imagem de capa do post

Imagem de capa do post

O que você vai ler neste artigo:

    No dia 20 de dezembro de 2023, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) emitiu um alerta sobre um novo golpe relacionado à prova de vida, visando prejudicar aposentados e pensionistas do INSS. 

    Nesse esquema de fraude, golpistas tentam entrar em contato por telefone, e-mail ou mensagem, alegando a necessidade de realizar um procedimento em uma suposta nova modalidade adotada pelo INSS, com o intuito de obter informações bancárias, fotos e documentos digitalizados.

    É crucial destacar que o INSS não realiza contatos por SMS, WhatsApp ou chamadas telefônicas. Além disso, recomenda-se evitar o compartilhamento de selfies em redes sociais, já que a prova de vida não é mais realizada presencialmente e não exige a apresentação de fotos do beneficiário.

    Cai no golpe da prova de vida do INSS, como proceder?

    Em caso de queda no golpe da prova de vida do INSS, é aconselhável que o beneficiário suspenda contratações de empréstimos consignados pelo aplicativo do INSS, registre um boletim de ocorrência e, se houver erro por parte da instituição financeira, busque orientação jurídica para possíveis medidas de indenização.

    Além do golpe da prova de vida, existem outros tipos de crimes, como a oferta de empréstimos falsos. Recomenda-se que tais procedimentos sejam realizados diretamente em instituições financeiras ou por meio de sites confiáveis, como a Konsi.

    Como se proteger dos golpes?

    Para se proteger contra golpes, especialmente prejudiciais aos idosos, é fundamental adotar medidas preventivas. Desconfiar de contatos suspeitos e sempre verificar informações por meio dos canais oficiais do INSS, como a Central 135 ou o aplicativo Meu INSS, são práticas essenciais.

    Para evitar cair em golpes, o site do INSS oferece algumas dicas importantes:

    1. Manter os dados de contato, como telefone, e-mail e endereço atualizados no Meu INSS ou pelo telefone 135. 
    2. Não atender solicitações de dados por e-mail, mensagem ou telefone. 
    3. Não clicar em links enviados por SMS e desconfiar de mensagens não identificadas. O número do SMS usado pelo INSS para informar os cidadãos é 280-41; 
    4. Acessar o Meu INSS na plataforma Gov.br para confirmar o contato ou a convocação;
    5. Usar apenas os canais oficiais de atendimento para cumprir solicitações do INSS, seja para agendar um serviço ou para entregar algum documento.

    O que mudou na prova de vida do INSS em 2023?

    Uma grande mudança na prova de vida ocorreu a partir de 2023, onde a responsabilidade pela confirmação do beneficiário como vivo passou a ser do INSS.

    A principal alteração consiste na utilização de comparação de dados provenientes de diversas fontes, tanto públicas (federal, estadual e municipal) quanto privadas, para determinar a continuidade do pagamento do benefício.

    Dentre as fontes de dados consideradas estão:

    • Meu INSS;
    • Declaração de Imposto de Renda;
    • Consultas realizadas no Sistema Único de Saúde (SUS).

    Para uma compreensão mais detalhada de todas as formas que serão consideradas como provas, recomenda-se consultar o tópico “Que dados o INSS usará para realizar”, elencados no artigo 2º da Portaria PRES/INSS nº 1.408, de 2 de fevereiro de 2022.

    Tópicos Relacionados