Conselho aprova nova redução do teto de juros do consignado do INSS: o que muda para você?

Em uma decisão histórica, o Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) aprovou a sexta redução consecutiva do teto de juros do consignado para aposentados e pensionistas do INSS.

06/02/2024 às 16:00 | Atualizado 07/02/2024 às 12:56 | Tempo de leitura: 2 minutos

Imagem de capa do post

Imagem de capa do post

Em uma decisão histórica, o Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) aprovou a sexta redução consecutiva do teto de juros do consignado para aposentados e pensionistas do INSS.

A partir de 19 de janeiro de 2024, os novos contratos não poderão cobrar mais de 1,76% ao mês para empréstimos consignados com desconto na folha de pagamento do benefício. Essa medida representa uma conquista significativa para os mais de 35 milhões de brasileiros que dependem do INSS como fonte de renda.

Para você ter uma ideia do impacto dessa redução, imagine um aposentado que toma um empréstimo consignado de R$ 10.000,00 a ser pago em 60 meses. Com a taxa de juros anterior de 1,80% ao mês, ele pagaria R$ 3.489,60 em juros durante todo o período. Com a nova taxa de 1,76% ao mês, o valor total dos juros cai para R$ 3.371,28, o que representa uma economia de R$ 118,32.

Mas as boas notícias não param por aí! O teto de juros para operações de cartão de crédito consignado e cartão consignado de benefício também foi reduzido, de 2,67% para 2,61% ao mês. Isso significa que você terá acesso a crédito mais barato para realizar suas compras e pagar suas contas.

É importante destacar que essa redução só se aplica a novos contratos. Se você já possui um empréstimo consignado em andamento, a taxa de juros não será alterada. No entanto, você pode solicitar a portabilidade do seu crédito para outra instituição financeira que ofereça taxas mais baixas.

Para te ajudar a entender melhor essa mudança e seus impactos, preparamos este artigo completo com as principais informações sobre a nova redução do teto de juros do consignado do INSS.

1. Datas importantes:

  • 11 de janeiro de 2024: Data da aprovação da nova redução pelo CNPS.
  • 19 de janeiro de 2024: Data em que a nova taxa de juros entra em vigor para novos contratos.

2. Novas taxas de juros:

  • Empréstimo consignado com desconto em folha de pagamento: 1,76% ao mês.
  • Cartão de crédito consignado e cartão consignado de benefício: 2,61% ao mês.

3. Impacto para você:

  • Empréstimos mais baratos: Você poderá tomar empréstimos com juros mais baixos, o que significa que pagará menos no final do contrato.
  • Mais crédito disponível: As instituições financeiras podem oferecer mais crédito aos aposentados e pensionistas do INSS, com taxas mais atrativas.
  • Economia para o seu bolso: A redução dos juros pode te ajudar a economizar dinheiro e ter mais recursos para realizar seus sonhos.

4. O que fazer agora:

  • Compare as taxas de juros: Antes de tomar um empréstimo consignado, compare as taxas de juros oferecidas por diferentes instituições financeiras.
  • Simule o seu empréstimo: Utilize simuladores online para ter uma ideia do valor das parcelas e do total de juros que você pagará.
  • Fique atento às ofertas: As instituições financeiras podem oferecer promoções e condições especiais para novos contratos.

5. Dicas para evitar endividamento:

  • Tome empréstimos apenas quando necessário: Evite tomar empréstimos para financiar gastos supérfluos.
  • Faça um planejamento financeiro: Organize suas contas e defina um orçamento para controlar seus gastos.
  • Pague suas parcelas em dia: Evite atrasos nas parcelas para não pagar juros adicionais.

A redução do teto de juros do consignado do INSS é uma conquista importante para os aposentados e pensionistas. Essa medida vai proporcionar mais acesso a crédito mais barato, o que pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida de milhões de brasileiros.

Tópicos Relacionados